Segundo dia da Semana da Contabilidade focaliza as áreas de Perícia e Contabilidade Pública

Publicado em: 27 | 09 | 2017

Por Assessoria de Comunicação do CRCMG

O segundo dia de eventos da Semana da Contabilidade começou com o III Fórum de Perícia, organizado pelo Grupo de Trabalho de Perícia e Arbitragem (GTPA). O coordenador do grupo, Walter Coelho de Morais, fez a abertura do fórum falando sobre a importância de capacitar os profissionais que atuam nessa área, além de apresentar os integrantes do GTPA aos presentes.

A primeira palestra, apresentada por Eduardo Boniolo, abordou o tema “Perícias em falências e recuperação judiciária”. Eduardo abordou as funções do profissional da contabilidade nos processos de recuperação judicial: segundo ele, durante o processo, o profissional da contabilidade pode ser o administrador judicial, que auxilia o juiz e faz o intermédio entre devedores e credores, ou auxiliar o administrador judicial nos trabalhos técnicos. “90% dos trabalhos dentro da administração judicial são técnicos, e não jurídicos. Além disso, é necessário que o devedor e o credor tenham um assistente técnico na área contábil. O contador é fundamental em todo processo, pois é ele quem analisa o resultado econômico e antevê os sinais de crise.”, afirmou Eduardo. O palestrante finalizou sua apresentação falando sobre o papel do administrador judicial e respondendo dúvidas dos participantes.

Em seguida, aconteceu o debate “Atuação do contador e do perito contador em demandas de recuperação judicial”, com a participação de Eduardo Boniolo e Walter Coelho de Morais. Walter abriu o debate com uma pergunta que conduziu a discussão: “Qual é a qualificação necessária do profissional contábil para o aperfeiçoamento da perícia na recuperação judicial? ’’. Na discussão, Boniolo apresentou sua experiência de mercado e deixou uma mensagem para o público participante: “A recuperação judicial é um processo inteiramente estratégico, no qual é necessário ter uma boa formação, qualificação e visão empresarial.”, destacou ele.

À tarde, ocorreu o II Fórum de Contabilidade Pública, organizado pelo Grupo de Trabalho da Área Pública do CRCMG.  A primeira palestra foi ministrada por Sérgio Reis, com o tema “Desafios e oportunidades da convergência aplicada ao setor público aos padrões internacionais nos municípios”. Sérgio Reis levantou as importantes questões da convergência da contabilidade nos municípios e do atraso na adaptação ao novo padrão internacional de contabilidade. Durante a palestra, ele apresentou os grandes desafios enfrentados, principalmente, pelas prefeituras dos municípios do interior mineiro. Finalizando seu discurso, Reis ressaltou que o atual momento em que vivemos é ideal para implementar a convergência da contabilidade internacional, porém, a falta de estrutura dos municípios do interior atrasa esse processo.

Para finalizar o fórum, foi realizado o debate “Pontos positivos e negativos do Plano de Implantação dos Procedimentos Contábeis Patrimoniais (PIPCP)”. Os debatores Geneci Martins de Moura, Glória Aparecida Rodrigues dos Santos e José Randal da Cunha responderam a vários questionamentos apresentados pela moderadora Regina Lopes de Assis Bernardo, que levaram os participantes à reflexão sobre diversas questões, como: o cenário atual da implantação dos procedimentos contábeis patrimoniais; o papel dos contadores nesse contexto; a importância de adquirir conhecimento no assunto; e a capacidade de a contabilidade pública com foco no patrimônio evidenciar as boas e más gestões.