CRCMG realiza Seminário de Conselheiros e Delegados Seccionais

Publicado em: 05 | 03 | 2018

Nos dias 1º e 2 de março de 2018, foi realizado, no auditório do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRCMG), o Seminário de Conselheiros e Delegados Seccionais do Conselho, que teve como objetivo promover a interação dos novos conselheiros e delegados seccionais, além de fomentar a discussão de temas importantes da área contábil. Na oportunidade, foram apresentadas a nova diretoria do CRCMG, as atribuições das câmaras e seus respectivos membros, além das metas propostas para 2018.

As atividades foram abertas pela presidente do CRCMG, Rosa Maria Abreu Barros, que, em nome da nova diretoria, falou sobre a intenção dar voz aos delegados seccionais, para que possam estar mais próximos dos profissionais do interior. “Nós, profissionais da contabilidade, temos que estar unidos para enfrentar os desafios que surgem em nossa profissão. E essa união tem que estar aqui. Os delegados seccionais e conselheiros devem ser os porta-vozes dos profissionais do interior, trazendo seus anseios e dúvidas. Por isso, contamos com a ajuda de vocês para a perfeita integração entre todos os profissionais.”, disse Rosa. Em seguida, a presidente apresentou as ações e os planos estabelecidos para 2018 através do planejamento estratégico do Sistema CFC/CRCs. Além disso, apresentou o projeto de expansão da nova sede, que está previsto para ser iniciado neste ano.

Dando sequência ao seminário, o diretor de Planejamento da Ação Fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG), Adriano Campolina, apresentou o Portal de Autorregularização. Segundo ele, o módulo de autorregularização é uma ferramenta que vai auxiliar a comunicação entre a SEF/MG e os contribuintes de Minas Gerais, sendo que sua intenção é que tudo seja feito virtualmente. Adriano Campolina frisou a importância dos canais de comunicação do Portal de Autorregularização, como o “Fale Conosco”, com prazo definido para respostas ao usuário, e o “Perguntas e Respostas”, atualizado com base no histórico de dúvidas dos usuários.

Em seguida, foi feita a inauguração, na Galeria dos Ex-presidentes, da foto do ex-presidente Rogério Marques Noé. Na ocasião, ele agradeceu a todos que contribuíram para alcançar os resultados obtidos na gestão 2016/2017 e falou da honra de ter sido presidente do CRCMG.

Foi realizada, também, uma palestra sobre o Código de Conduta para os Conselheiros e Funcionários do Sistema CFC/CRCs, ministrada pela conselheira Maria da Conceição Barros de Rezende Ladeira, que falou sobre o objetivo do código, seus princípios, os valores, vedações e penalidades. “Como prestadores de um serviço público, temos que estar cientes dos nossos deveres e dos impedimentos, para que possamos atuar com segurança.”, explicou Maria da Conceição.

Finalizando o dia de palestras, Dalmiro Evandro da Motta e Camanducaia dividiu sua experiência com a implantação do sistema compliance, na palestra “Governança e compliance”, explicando o surgimento do termo e suas aplicações dentro de uma organização.

O segundo dia do seminário começou com a palestra do gerente de Fiscalização do CRCMG, Alexsander do Prado, que abordou um importante projeto do Conselho, o “Circuito Orientativo de Fiscalização (COF)”. Alexsander explicou para os conselheiros e delegados seccionais presentes como funciona o sistema de fiscalização do CRCMG e qual o objetivo do COF, além de falar, também, sobre os desafios do CRCMG ao abordar a nova contabilidade online, informando que, hoje, existe uma comissão no Conselho Federal de Contabilidade (CFC) para discutir o assunto. No fim de sua apresentação, destacou a importância do Programa de Educação Profissional Continuada (PEPC) e a previsão de que todos os profissionais contábeis participem do programa até 2020.

Dando continuidade às atividades, foi realizada a palestra “O papel do Conselheiro do CRC”, apresentada por Rodrigo Magalhães, assessor jurídico do CFC. Na ocasião, ele falou sobre o difícil papel e a responsabilidade de ser conselheiro e delegado seccional de um Conselho. Foram debatidas, também, leis e resoluções, como a alteração da Resolução CFC n.º 560/1983, que dispõe sobre as prerrogativas profissionais. “As alterações vieram para melhorar as prerrogativas dos técnicos. O legislativo está atualizando a lei. Não foi tirada nenhuma prerrogativa do técnico, como estão falando por aí. Temos que ter ciência de que toda mudança visa atender aos anseios da sociedade por profissionais mais bem capacitados.”, explicou Rodrigo.

A última apresentação foi feita pela contadora e delegada seccional do CRCMG em Itajubá, Elaine Guimarães, que apresentou o projeto Fundo da Infância e Adolescência para 2018. O projeto pretende cadastrar a conta de todos os 853 municípios de Minas até o mês de setembro deste ano, tornando, assim, todos aptos a receber os repasses do fundo.

Para finalizar o seminário, a nova diretoria organizou um bate-papo com todos os delegados seccionais e conselheiros, para que pudessem esclarecer dúvidas e debater sobre assuntos diversos.